Prefeita de Juti’ Elizangela Biazotti “LAKA” participa de extensa agenda com Prefeitos em Brasília.

A Prefeita Municipal de Juti e demais prefeitos, cumprem extensa agenda nesta terça-feira (20), em Brasília como parte da pauta municipalista liderada pela CNM (Confederação Nacional de Municípios).

A extensa Pauta de reuniões teve início na segunda feira (19) em agenda com o Presidente da República Michel Temer e demais ministros, entre as programação os prefeitos participam de encontros com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Dentre as reivindicações Prefeitos de todo o Estado buscam a aprovação de projetos de interesse dos municípios de Mato Grosso do Sul, além da liberação de verbas extras para investimento nas prioridades.

Ainda na segunda (19), o presidente da Câmara Rodrigo Maia reafirmou seu compromisso com a pauta municipalista, garantiu esforços no sentido de colocar em votação a nova lei de licitações, a qual, reduz um pouco a burocracia para a execução de obras pelas prefeituras, além de outros pontos importantes para os gestores públicos.

Ainda durante sua extensa agenda, a Prefeita Elizangela Biazotti “LAKA” (MDB), participou de reunião com o Senador por Mato Grosso do Sul Waldemir Moka (MDB), onde na oportunidade “LAKA” e Moka trataram de assuntos referentes a recursos destinados ao Município de Juti, oriundos de emendas do Senador.

“Não poderia deixar de passar no gabinete do Senador “Moka”, que é um grande parceiro de nossa cidade, onde na pauta da reunião tratamos sobre recursos de emenda do senador que estão a serem liberadas para nosso município; Emendas essas que são sempre voltadas na busca de beneficiar e melhorar a vida de nossa população Jutiensse”. Disse a prefeita LAKA.

Na mobilização dos prefeitos, estão sendo tratados entre outros assuntos, a questão do decreto do “encontro de contas previdenciárias” entre os municípios e a União, e o adicional de 1% do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

Também há assuntos a serem tratados no STF (Supremo Tribunal Federal); Onde no Supremo, a pauta inclui a nova divisão dos recursos dos royalties do petróleo e a cobrança do ISS (Imposto sobre Serviço) no local onde são realizadas as transações com cartão de crédito, operações de factoring e de leasing.

De acordo com CNM, as 79 prefeituras de MS terão direito a mais de R$ 65 milhões dos R$ 6 bilhões da receita do tributo depois que o Congresso aprovou mudanças na lei ao derrubar veto do presidente Temer ao texto que beneficiava os municípios brasileiros.

Cerca de mil de prefeitos, prefeitas, assessores municipais, e representantes do governo federal participam da mobilização municipalista que ocorre para fortalecer a luta pela pauta prioritária dos municípios.

Segundo a Prefeita de Juti “LAKA”, é importante a união dos prefeitos na busca por reivindicar junto a esfera Federal, uma atenção maior para com os municípios, principalmente para com os pequenos municípios, pois “Os pequenos municípios são os que mais sofrem pois são os provenientes de menores recursos, mantem-se basicamente com repasses Federais (FPM), concluiu a Prefeita.

Elizangela Biazotti “LAKA”, também teve agenda com o Deputado Federal pelo “MS” Fabio Trad (PSD) onde na ocasião também trataram sobre recursos destinados ao Município de Juti.